Repelente Natural à base de Manjericão e sálvia

General

26689

Ciencia Aplicada

É preocupante a maneira gradativa que os produtos químicos sintéticos (agrotóxicos) estão sendo utilizados na agricultura convencional, na maioria das vezes, pela grande incidência de pragas nas culturas cultivadas para a venda. Acontece que estes produtos aplicados semanalmente nas grandes plantações não somem espontaneamente. Eles acabam se manifestando em nosso organismo, ao ingerirmos os produtos pulverizados com agrotóxicos. O grupo se preocupa com a constante utilização dos produtos sintéticos e a degradação do meio ambiente que este método de controle de pragas causa. Deste modo, o projeto visa controlar biologicamente a incidência das lagartas na agricultura, sem causar danos ao meio ambiente. Com base nas pesquisas elaboradas o repelente é importante porque fará o controle biológico das lagartas e dos pulgões na cultura da couve, outra alternativa de realizar o controle das pragas encontradas na couve, seria o que já estava sendo feito nas estufas, retirando-as manualmente. “O controle em pequenas plantações pode ser feito mediante o esmagamento dos curuquerês ou dos ovos localizados nas folhas” (GALLO et al., 2002). Por menor que seja a área do plantio de couves, as pragas estavam prejudicando demais a colheita da mesma, percebendo, então, a necessidade de aplicarmos algo mais potente para repelir de forma mais eficiente essa praga.

Participantes

JULIA MOACIR FERREIRA

LAURA VIEIRA FARINA

Juliana Hogetop

Escuela

Escola Estadual de Ensino Médio Ildefonso Simões Lopes

Brasil -Rio Grande do Sul -Osório