Atividade Larvicida do Líquido da Castanha do Caju em Mosquitos Hematófagos

Erik Thomas de Barros Silva

General

18343

Divulgación Científica

Um dos maiores problemas enfrentados pela população brasileira é o crescente número de casos de dengue, zika, chikungunya e febre amarela. Desde a descoberta do papel dos mosquitos hematófagos na veiculação de arboviroses, houve a necessidade de um estudo mais detalhado de sua biologia em busca de pontos vulneráveis para facilitar o seu combate. Diante das dificuldades encontradas no controle de mosquitos com os inseticidas químicos, em função do surgimento de resistência, é dada uma crescente importância aos trabalhos de pesquisa que busquem por substitutos a esses inseticidas com alternativas mais seguras para o ambiente. O LCC - líquido da castanha do caju- apresenta-se com potencial no controle de vetores de doenças. Dessa maneira, o presente projeto tem como objetivo produzir e avaliar o efeito letal de um larvicida natural a base do LCC em larvas e ovos de mosquitos hematófagos, assim como testar a capacidade atrativa ou repulsiva do produto sobre fêmeas dos mosquitos em ovitrampas (armadilhas) distribuídas em residências do município de Salgueiro-PE. Os bioensaios foram realizados com larvas e ovos do Aedes aegypti e do Culex quinquefasciatus e amostras de LCC em diferentes concentrações. Constatou-se nos testes, a morte das larvas que receberam a concentração mínima de meio mililitro de LCC tanto em tubos, quanto em cápsulas. A taxa de eclosão larval dos ovos expostos ao LCC foi significativamente menor quando comparada ao controle. Nas armadilhas distribuídas nas residências da cidade, ficou evidente que a atividade larvicida e ovicida não está associada ao efeito atrativo ou repulsivo sobre as fêmeas dos mosquitos. Diante da problemática, o LCC apresentou-se com potencial larvicida e ovicida frente aos mosquitos testados, sugerindo-o como produto promissor na pesquisa por novos inseticidas naturais. Dessa forma, o líquido da castanha do caju apresentou-se como um produto eficaz, sustentável, de baixo custo e fácil acesso para o combate de mosquitos hematófagos transmissores de doenças. Com a relevância da pesquisa, mais estudos devem ser realizados a fim de verificar possível toxicidade do líquido para outros animais.

Participantes

ERIK THOMAS DE BARROS SILVA

Erik Thomas de Barros Silva

Escuela

Escola de Referência em Ensino Médio Aura Sampaio Parente Muniz

Brasil-Pernambuco-Salgueiro