A separação de lixo com ajuda da Robótica

Bruno Caíque Corrêa, Guilherme Ruppel, Kauan dos Santos

General

18336

Robótica

Nosso trabalho consiste em aumentar o interesse das pessoas em relação ao meio ambiente através do projeto da robótica que vem sendo desenvolvido na Escola Municipal Professor Santos Tomaselli. Com esse projeto queremos atingir maior interesse das pessoas em relação a ajudar o meio ambiente assim, fazendo o inicio da separação do lixo em casa separando o orgânico do reciclável, pois em Jaraguá do Sul são recolhidas 33 mil toneladas de lixo por ano é a equivalente á 91 toneladas por dia. Se as pessoas ficarem jogando lixo por aí, ele se torna um risco a saúde. Queimar o lixo polui o ar, e as cinzas muitas vezes possuem substancias tóxicas. As vezes o lixo é jogado nos rios e lagos, poluindo a água. O robô que nossa equipe montou tem como objetivo fazer a separação do lixo assim ajudando a natureza, no robô foi utilizado um sensor de cor, mas podendo ser substituído por um sensor de toque, as peças utilizadas como lixo são peças coloridas que passam pelo sensor de cor para detectar qual tipo de lixo que é. Por exemplo, se passarmos uma peça de cor verde é como se passasse um pedaço de vidro porque cada cor representa um tipo de lixo diferente, verde: vidro, amarelo: metal,vermelho: plástico, azul: papel.

Participantes

BRUNO CAÍQUE CORRÊA

GUILHERME RUPPEL

KAUAN DOS SANTOS

Ronir Voigt

Escuela

Escola Municipal Professor Santos Tomaselli

Brasil-Santa Catarina-Schroeder