ARDUINO NA CONSOLIDAÇÃO DO MOVIMENTO MAKER NA EDUCAÇÃ

UTEC MÓVEL 2

General

18182

Divulgación Científica

No curso de introdução a programação são notórias as dificuldades dos discentes em vincular teoria e prática, dificultando a aprendizagem e assimilação do conteúdo apresentado. Muitos não conseguem entender o funcionamento da lógica de programação e a necessidade e aplicabilidade da disciplina na vida real. A abstração acaba causando desinteresse, desanimo, e, tão logo, o esquecimento dos conteúdos abordados ou até mesmo a evasão. Percebe-se que essa dificuldade consiste em outras disciplinas da vida acadêmica do aluno, onde não é possível fazer a relação teoria e prática. Muitos relatam que acabam esquecendo porque não utilizam significativamente o conteúdo apresentado, portanto, não faz sentido estudar o que não será útil. Dentro desse contexto, o Movimento Maker vem ganhando cada vez mais adeptos, influenciando a educação mundial, pois além de atrelar ferramentas tecnológicas no processo de ensino e aprendizagem, possibilita que o aluno seja o próprio protagonista, permitindo que ele desenvolva e execute projetos pessoais. Nos dias atuais, os ambientes para prototipação do tipo “do it youself”, estão em moda e são discutidos pela literatura. A implantação de um espaço Maker contribuirá para solidificação e materialização do conteúdo trabalhado em sala pelos docentes. E sua consolidação se dará através do Arduino, onde as experiências, testes e o aprofundamento do vínculo de teoria e prática irão acontecer. Possibilitando que sejam trabalhados problemas reais da realidade do discente (construção de semáforos, automação de casas, utilização sensores de luzes para acender e apagar postes, acender e apagar LED’s, confecção de jogos, resolução de problemas reais do cotidiano).

Participantes

CLAYTON FERREIRA DA SILVA JÚNIOR

Frederico Miranda Rodrigues

Escuela

Prefeitura da Cidade do Recife

Brasil-Pernambuco-Recife