APLICAÇÃO DE MACRÓFITAS AQUÁTICAS NO TRATAMENTO DE EFLUENTES DOMÉSTICO PARA REUSO EM ADUBAÇÃO CONVEN

LAGES

General

12666

Divulgación Científica

RESUMO A falta de saneamento básico gera possíveis problemas á saúde do ser humano, pois muitos esgotos acabam contaminando rios, mares, lagos, nascentes e até lençóis freáticos. A água é um elemento fundamental para a sobrevivência do ser humano, com inúmeros benefícios, porém quando mal tratada ou contaminada pode causar sérias doenças aos seres vivos. Assim, esta pesquisa tem como objetivo utilizar macrófitas aquáticas como, Eichornia crassipes, Pistia stratiotes e Heliconia rostrata para o tratamento de esgoto doméstico, uma vez que se desenvolvem em regiões hídricas e podem amenizar a despoluição de lagos, e rios, pois essas plantas precisam de altas concentrações de nutrientes para o seu desenvolvimento e esses nutrientes se encontram nos resíduos poluidores. Com base nisso, construiu-se mini-estações de tratamento de esgotos que passou por diferentes tratamentos. Onde fora armazenado a água do esgoto em tanques para o tratamento utilizando as macrófitas. Para o primeiro tanque realizou-se o processo de decantação, o segundo recebeu (Pistia stratiotes) a alface d´água esse tanque teve a função de efetuar uma pré-filtragem do efluente, com remoção significativa. O tempo de residência em cada uma dessas estruturas, foi estimado em 10 horas, calculado em função da descarga das águas eliminadas pelos moradores participantes do experimento. Sendo assim, a utilização dessas plantas seria uma alternativa viável e de baixo custo para minimizar a poluição dos efluentes domésticos na zona rural do município de governador Edison Lobão-Maranhão, uma vez que o saneamento básico é precário, por ser uma das regiões mais pobre do país. Palavras-chave: Esgoto doméstico, Poluentes, Macrófitas aquáticas.

Participantes

EDUARDA PEREIRA MARTINS

Zilmar Timoteo Soares

Escuela

CENTRO EDUCACIONAL DE ADULTOS E JOVENS CEJA LAGES

Brasil-SC-LAGES